Notícias

City Hotel é adquirido por M.Grupo

15/01/2014

O hotel de Bagé será revitalizado pelo M. Grupo.

No ano em que completa 50 anos de atividades, o City Hotel foi adquirido pelo M.Grupo, que é constituído pelas empresas GlobalMalls, M.Invest, M.Hotéis, M.Inc, Star Air e M.Com, que atuam, respectivamente, como proprietária de shopping centers e hotéis, na incorporação de empreendimentos residenciais e comerciais, na solução em serviços aéreos e também na área de marketing e merchandising.

Os valores da transação não foram divulgados. O M.Grupo tem à frente de seus negócios o investidor Lorival Rodrigues, paulista de São Carlos, interior do estado. O grupo se notabiliza a cada ano pelos empreendimentos realizados no Sul do Brasil, em especial, no Rio Grande do Sul.  Lorival e o filho, Ciro Santiago Rodrigues, vêm trabalhando com a rede Intercity e já tem em seu portfólio empreendimentos como o Shopping de Gravataí; um condomínio de luxo em Capão da Canoa, chamado Dubai House, com 250 lotes, além da construção do Shopping Lajeado, entre outros negócios no Estado.

As negociações de venda do hotel bageense para o M.Grupo se iniciaram em 2011, sendo fechadas em dezembro do ano passado. O administrador do City Hotel, Edilton Brasil Hofmann, informa que há cerca de 10 anos já havia a intenção da família Kalil em vender a empresa. “Eu conheci o Renato Kalil em 2003, quando fiz uma cirurgia cardíaca. Em conversas após a operação, ele pediu para que eu fizesse uma análise do hotel, pois eles gostariam de vendê-lo. Como tenho mais de 40 anos de experiência em hotelaria, fiz uma avaliação e apontei que, naquele momento, o ideal seria desativar o serviço de hotel e vendê-lo como imóvel. O hotel, naquela época, precisava de uma grande reestruturação”, conta Hoffmann.  No ano de 2004, o administrador aceitou o convite para reestruturar o City Hotel para que futuramente ele fosse à venda. “Fiz um contrato de cinco anos e depois os sócios Renato, Ricardo e Liliane Kalil renovaram o contrato por mais cinco. Durante esse tempo vinha preparando o hotel para ser vendido, pois os sócios não desejavam administrá-lo. Nos últimos dois anos, abri essa informação para o mercado e houve algumas propostas, mas nenhuma concreta”, relata.

Em busca de compradores, o administrador montou um dossiê com toda a história do hotel e também com os detalhes da renovação feita na estrutura do prédio. Ali constavam as melhorias em quartos, elevadores, dependências e demais aspectos que renovaram a empresa nos últimos anos. O material era atualizado ano a ano e, por intermédio de um amigo, corretor de imóveis – que trabalha para o empreendimento Dubai House -, surgiu a proposta de compra do City Hotel. “Esse namoro entre o M.Grupo e o City Hotel começou em 2011. A negociação se arrastou por dois anos porque o M.Grupo estava envolvido com a construção do Shopping de Gravataí. Eles estavam focados nesse negócio, mas seguiram com a intenção de compra do hotel. Em agosto do ano passado retomamos as negociações e fechamos o negócio em dezembro”, relata.

A proposta do M.Grupo é fazer adequações e melhorias no hotel durante o ano de 2014, mantendo o funcionamento dele. As reformas serão feitas andar por andar. “A ideia é que, com o trabalho que já vinhamos realizando, com a compra pelo M.Grupo e, agora, essa reforma, o City Hotel se consolide de vez na posição de vanguarda no setor hoteleiro em Bagé”, enfatiza Hofmann. O administrador ressalta que será mantida a equipe atual da empresa e que no ano do cinquentenário do City Hotel é a cidade de Bagé que ganha o presente com o investimento do M.Grupo. “Foi uma ótima notícia para a cidade de Bagé. A cidade será beneficiada porque estimulará a concorrência e o município precisa ter um hotel que atenda as demandas crescentes em Bagé e na região”, conclui.

Fonte: Folha do Sul